Por que dietas radicais não funcionam ?

Dietas radicais não são saudáveis

Dietas radicais estão se tornando populares como uma maneira de perder peso de forma rápida. Mas dietas radicais realmente não funcionam, ou elas fazem mais mal do que bem para o organismo?

Dietas radicais são geralmente restritivas e de curto prazo e contam com um conjunto rígido de regras que incidem sobre alguns alimentos e prometem perda de peso rápida com pouco esforço.

O grande problema das dietas rígidas é que as pessoas usam planos de refeição que fornecem cerca de 800 calorias por dia, em um curto espaço de tempo. E quando elas terminam o período de dieta e voltam a se alimentar de forma normal, elas ganham todo o peso perdido novamente.

Dietas radicais, são dietas de baixas calorias, perdemos peso quando consumimos menos calorias do que queimamos, não importa o quão estranho ou sensato seja a dieta. Mas a maior parte do peso perdido em uma dieta radical de curto prazo é fluido. Dietas muito restritas , principalmente aqueles de baixa quantidade de hidratos de carbono, fazem com que o corpo utilize as reservas de carboidratos, conhecido como glicogênio do fígado e músculo.

Glicogênio é armazenado com três vezes o seu peso em água, que também é perdida, e pode levar a uma perda de 1.8 a 2.26 kg em alguns dias. Mas uma vez que se volta a consumir uma dieta normal, o glicogênio e fluidos são rapidamente restaurados e peso volta a subir . Para perder um quilo de gordura corporal de verdade você precisa comer 3.500 calorias a menos do que o habitual – ‘ normal ‘ pode ser 2000 a 3000 calorias – por isso não é fisicamente possível perder 2.26 gr a 4.50 gr de gordura em dias.

Uma dieta equilibrada inclui alimentos dos quatro principais grupos de alimentos: frutas e legumes; pães , batatas e outros cereais; leite e laticínios ; e carne, peixe e alternativas vegetarianas .

Uma dieta radical é tão restrita que é nutricionalmente inadequada . Pense na Dieta do ovo, onde grandes quantidades de ovos, de preferência cozidos são consumidos. Mesmo a dieta da sopa de repolho, traz advertências para não segui-la por muito tempo, pois não é saudável e equilibrada. Dietas restritas de baixo carboidrato e falta de alimentos nutritivos como pães integrais e cereais, frutas , legumes e iogurte, e dietas de desintoxicação que excluem trigo, carne e produtos lácteos pode ser baixa em ferro (causa anemia), zinco (que mantém a pele saudável e a imunidade) e cálcio (para os ossos fortes). O bom dessas dietas milagrosas é que elas são tão rígidas, que a maioria das pessoas não conseguem segui-las por tempo suficiente para causar verdadeiras deficiências nutricionais. Mas segui-las com frequência pode afetar a sua saúde óssea e aumentar o risco de deficiência de ferro e anemia que causa letargia, falta de concentração e irritabilidade.

De fato, um estudo americano, concluiu que as mulheres saudáveis ​​que estão preocupadas com o seu peso e, portanto, restringem sua alimentação e ingestão de nutrientes, têm menor densidade óssea do que as que “comem normalmente”, e pode aumentar as chances de desenvolver osteoporose.

Sempre que se perde peso a partir da gordura, também se perde um pouco de tecido muscular magro. Esta perda pode ser minimizada através da combinação de perda de peso gradual com a atividade física regular.

Além de afetar nosso corpo, dietas radicais afetam nossa mente. Seguidores de dietas drásticas tendem a entrar em um ciclo io-io e perdem sua confiança na sua capacidade de perder peso. Eles sentem que falham, mas na verdade, é a dieta que é falha, uma  uma vez que é impossível segui-la por muito tempo. Tentar seguir dietas drásticas por muito tempo também pode aumentar o risco de compulsão alimentar, e o desenvolvimento do pensamento “tudo ou nada” e tem constantes recaídas.

Dietas drásticas podem fazer as pessoas acreditarem que a vida será diferente se elas perderem peso, usando qualquer método, mesmo que não seja saudável.Dietas drásticas são de curto prazo e unidimensional e não ajudam as pessoas a lidarem com os obstáculos reais da perda de peso e manutenção do mesmo.

Se dietas radicais fossem uma forma de medicação, elas não seriam permitidas por causa de seus efeitos colaterais. Uma dieta radical é essencialmente semi-inanição, que está associada com a diminuição da concentração, preocupação com a comida e um forte desejo de comer, sensação de cansaço, ansiedade e por isso dificilmente benéfica para o nosso bem estar geral .

Dietas radicais tentam atrair as pessoas com depoimentos de sucesso. Mas falta-lhes toda a investigação científica importante. Estudos em todo mundo avaliaram uma grande variedade de dietas populares e concluíram que baixo teor de gordura combinados a dietas equilibradas são associados com os melhores resultados a longo prazo . Elas são os mais nutritivas, trazem benefícios para o organismo, como o controle do colesterol e pressão arterial, e ajudam a regular o apetite.

Prós e contras da Dieta Saudável

– Estabeleça metas realistas e tenha como objetivo perder entre 1 a 2 quilos semana
– Coma refeições regulares
– Escolha uma variedade de alimentos saudáveis ​​a partir dos principais grupos de alimentos
-Desenvolva suas habilidades de comer alimentos com baixo teor de gordura e coma muitos vegetais e frutas
– Mantenha um diário alimentar e pensamentos que vão ajudar você a ficar consciente do que você come
– Aprenda a lidar com o sentimentos e não a alimentá-los
– Seja ativo em sua vida diária e inclua uma atividade física regular que você goste
– Tenha apoio da família e amigos
– Se você teve um dia ruim, não desconte na comida.
– Não fique impaciente com sua perda de peso gradual – é mais provável que acabe em sucesso a longo prazo
– Não basta pensar somente na aparência como motivação para emagrecer, a saúde também é vital.

– Se você quer tentar uma dieta drástica para perda de peso. Saiba que elas podem servir como um pontapé inicial, mas você deverá fazer mudanças no seu estilo de vida para manter-se perdendo peso, ou manter o peso ideal.
– Dietas drásticas não são a resposta para todos os seus problemas.

Por que dietas radicais não funcionam 1

Por que dietas radicais não funcionam 2 Por que dietas radicais não funcionam 3 Por que dietas radicais não funcionam 4

 





Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *