Sintomas de fadiga do sistema nervoso central

Como tratar a fadiga do sistema nervoso central

Você pode não reconhecer o nome , mas você pode estar familiarizado com os efeitos da fadiga do Sistema Nervoso Central. Os sintomas desta fadiga podem incluir falta de motivação, falta de ânimo, a capacidade cognitiva prejudicada e elevada anormalmente de percepções em relação à força de esforço.

Você já sabe que o sistema nervoso central é o que controla as funções do nosso corpo, o que inclui contrações musculares. A teoria por detrás da fadiga do sistema nervoso central é que existe dois pontos a partir dos quais os músculos se tornam desgastados: 1) do próprio músculo, e 2) no ponto de origem da contracção muscular (sistema nervoso central). Fadiga no próprio músculo é referido como fadiga periférica enquanto fadiga no ponto de origem, é conhecida como fadiga central.

Estamos todos familiarizados com a fadiga periférica e o que fazer sobre isso, boa nutrição, suplementação e dando tempo suficiente para a recuperação entre as sessões de treinamento. Mas como você gerir a fadiga que começa no fundo do cérebro? Isso é um mistério que os pesquisadores estão trabalhando para desvendar ao longo dos últimos anos e, felizmente, eles fizeram um grande progresso.

Assim como tudo em nosso corpo, o sistema nervoso central precisa de combustível para mantê-lo ativo. Se esse sistema está funcionando com pouco combustível, então a função e desempenho dos músculos é prejudicado. Mais especcialmente a função dos neurotransmissores – que são responsáveis ​​por enviar os sinais do cérebro para os músculos, são prejudicados . Isso também resulta no aparecimento dos sintomas psicológicos (humor pobre , falta de motivação , etc) mencionados acima. Assim como os sistemas musculares, o sistema nervoso central pode ficar sem combustível devido ao esforço excessivo ou falta de nutrição. Alguns fisioculturistas são particularmente suscetíveis a fadiga do SNC devido ao fato de que eles executam uma grande quantidade de repetições simples. Isso pode enfatizar excessivamente o sistema nervoso, causando a “falta de combustível” e pode resultar no aparecimento da fadiga do sistema nervoso central.

Grande parte da pesquisa em fadiga do sistema nervoso central tem se concentrado na serotonina e dopamina devido a seus papéis na regulação da percepção sensorial, humor e muito mais. As pesquisas sugerem que um desequilibrio nestes neurotransmissores, especificamente, leva a um aumento nos níveis de serotonina e uma queda no nível de dopamina – se associado com o aparecimento da fadiga do SNC . A teoria é que alta serotonina/baixa dopamina causa a fadiga do sistema nervoso central. Já  baixa serotonina/alta dopamina melhora o desempenho. Com base nesta informação sabe-se que com a nutrição e suplementação adequada pode-se ajudar a controlar os níveis de serotonina/dopamina no nosso cérebro .

O treinamento adequado significa ter certeza que seu corpo tem tempo de sobra para descansar e se recuperar entre as sessões de treino. E não é apenas os sistemas musculares que precisam se recuperar, mas o sistema nervoso central também. Isso é lógico , uma vez que os sintomas de overtraining não são apenas físicos , mas também mental exatamente como os efeitos psicológicos associados à fadiga SNC.

Estudos determinam que os carboidratos desempenham um papel importante no combate ao aparecimento da fadiga SNC devido ao seu impacto sobre o ácido gordo, o triptofano e triptofano livre, os quais estão relacionados com os níveis de serotonina/dopamina. Acredita-se que a ingestão de BCAA podem suprimir o metabolismo de serotonina no cerebro durante os exercícios. Portanto, em teoria , a combinação dos dois (carboidratos / BCAAs ) deve ajudar a manter o equilíbrio dos níveis de serotonina/dopamina, ajudando a prevenir o aparecimento de fadiga SNC .

Nossos sistemas nervosos são incrivelmente complexos e pesquisa em fadiga do SNC ainda estão em estágios iniciais de modo que não há respostas definitivas. Sabemos no entanto, que para fisiculturistas regulares, treinamento adequado (com bastante tempo de recuperação entre as sessões) e nutrição pode ajudar a evitar a fadiga do SNC.

fadiga do sistema nervoso central 1

fadiga do sistema nervoso central 2

fadiga do sistema nervoso central 3

fadiga do sistema nervoso central 4





Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *